Hora 7 'Peixe do fim do mundo' é achado em praia perto de falha geológica e moradores temem tragédias

'Peixe do fim do mundo' é achado em praia perto de falha geológica e moradores temem tragédias

Animal raro foi encontrado pouco antes de morrer, em praia da República Dominicana, e causou alarme entre os locais

  • Hora 7 | Do R7

Moradores da República Dominicana, um dos maiores países do Caribe, encontraram um raro peixe-remo em uma das praias da região. Também conhecido como "peixe do fim do mundo", o animal é apontado por histórias japonesas como prenúncio de terremotos e outras tragédias geológicas.

O peixe-remo foi avistado na segunda-feira (27), na praia de Los Coquitos, no noroeste do país, ainda se debatendo. Segundo os moradores, o animal morreu pouco depois.

Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo Telegram
Assine a newsletter R7 em Ponto

A mídia local informou que o avistamento foi perto da falha geológica Setentrional, localizada no norte do país, que faz fronteira com o Haiti. A falha foi a responsável pelo terremoto e tsunâmi de 1842, no Haiti, que matou cerca de 5.300 pessoas.

Peixe-remo foi achado em praia do Caribe e morreu pouco depois

Peixe-remo foi achado em praia do Caribe e morreu pouco depois

Reprodução/The Sun

Apesar de todas as histórias e lendas sobre o peixe-remo, vastos estudos científicos descartaram uma correlação entre o aparecimento deles e a ocorrência de terremotos.

Foi o que ressaltou José Ramón Reyes, ministro dominicano de Recursos Costeiros e Oceânicos, em um pronunciamento feito no mesmo dia do achado, para acalmar os temores da população.

"É um peixe de águas profundas. É incomum encontrá-lo na superfície, mas ele não representa nenhuma ameaça", afirmou.

As histórias sobre o peixe-remo, que chega a 17 m de comprimento, têm origem no Japão e foram revividas recentemente, quando dez deles foram avistados na costa do país, em 2010, meses antes do terremoto devastador de Tohoku.

Segundo as teorias, esse peixe só sai das águas profundas onde vive quando sente movimentos de placas tectônicas e alterações eletromagnéticas.

'Peixe do fim do mundo' é capturado no México e alarma a população

Últimas