Hora 7 Voo caótico tem briga generalizada, prisões, dois pousos de emergência e até janela quebrada

Voo caótico tem briga generalizada, prisões, dois pousos de emergência e até janela quebrada

Quatro pessoas foram detidas após uma série de embates durante a rota no norte da Austrália

Resumindo a Notícia
  • Um voo na Austrália se transformou em caso de polícia, após duas brigas generalizadas.

  • Quatro pessoas foram detidas e indiciadas, uma delas por tráfico de drogas.

  • Uma das janelas do veículo quebrou durante a segunda confusão.

  • A polícia ainda investiga o caso.

Voo interminável teve duas brigas gigantescas e quatro prisões

Voo interminável teve duas brigas gigantescas e quatro prisões

Reprodução/Polícia Federal Australiana (via 7News)

Um simples voo regional no norte da Austrália se transformou em um caso de polícia e  emergência aérea. O que era para ser um transporte tranquilo terminou com brigas, passageiros indiciados, dois pousos de emergência e até uma janela quebrada.

Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo Telegram

O voo ia de Cairns para Darwin na noite de 20 de abril, com previsão de duração de cerca de 3 horas. Mas não demorou para tudo sair do controle.

Parte dos incidentes foi filmado pelos próprios passageiros e os detalhes das ocorrências ainda são investigados.

A primeira briga envolveu três passageiros e fez o avião voltar para o aeroporto de Cairns, onde uma mulher foi detida Polícia Federal Australiana por "comportamento desordeiro, agressão simples e não cumprimento das instruções de segurança da tripulação de cabine".

Após a segunda decolagem, outra briga começou, dessa vez com ainda mais passageiros envolvidos — um deles já tinha participado da briga anterior.

Nesse novo embate, uma das janelas do avião foi quebrada. Após um novo pouso de emergência, policiais prenderam e indiciaram outras três pessoas.

Um homem de 22 anos foi acusado de danificar propriedade, desordem pública, agressão qualificada e violação de ordem de restrição.

Outra detida, uma mulher de 23 anos, foi acusada ainda de comportamento perigoso intencional e danos à propriedade.

O último dos passageiros indiciados da segunda leva de prisões foi acusado tráfico e posse de drogas, obstrução policial.

Nem os nomes dos envolvidos ou da empresa aérea foram divulgados.

LEIA ABAIXO: Bebê nasce durante voo e ganha passagens gratuitas para toda vida

Últimas