Hora 7 Tudo dentro da lei: artista sem grana revela como é morar em escola abandonada

Tudo dentro da lei: artista sem grana revela como é morar em escola abandonada

Max Armfield não tinha dinheiro para comprar uma casa e se mudou para o prédio da instituição, em Londres

  • Hora 7 | Do R7

Resumindo a Notícia
  • Um artista revelou no TikTok como é a vida em uma escola abandonada.

  • Ele se mudou para o local, em Londres, graças a uma lei de 'tutela' de imóveis.

  • Com isso, ele mora com outras 19 pessoas, com aluguel bem abaixo da média.

Um artista sem dinheiro para alugar nem muito menos comprar uma casa decidiu morar em uma escola abandonada, numa decisão que ele afirma ser completamente legal.

Max Armfield mora em Londres e contou a jogada imobiliária dele em um vídeo viral no TikTok, visto mais de 5 milhões de vezes — antes de ser retirado do ar, provavelmente para não atrair atenção demais.

O jovem músico é uma das 20 pessoas que moram no prédio da instituição, no sul da cidade. A escola foi fechada, em setembro de 2022, após se mudar para um novo prédio, mais moderno — que custou 9,25 milhões de libras esterlinas (R$ 56,3 milhões, no câmbio atual).

Artista que mora em escola mostra o lado bom e ruim de ter tomado essa decisão

Artista que mora em escola mostra o lado bom e ruim de ter tomado essa decisão

Reprodução/TikTok/@m4xinlondon

Apesar da boa notícia de ter conseguido uma moradia em meio a uma crise imobiliária, Max conta também a parte difícil e estranha de morar numa escola.

"É definitivamente muito estranho às vezes, porque todos os banheiros e as pias estão na altura do joelho, porque isso costumava ser uma escola primária", revela ele no vídeo.

A legislação londrina permite esse tipo de uso para imóveis públicos e privados abandonados ou sem uso. É chamado de "guardianship scheme" ("esquema de tutela", em tradução livre), e prevê a cobrança de um aluguel "extremamente reduzido" em relação à média da área.

A outra vantagem apontada por Max é que os outros moradores também são artistas, então ele não enfrenta problemas para criar no ambiente comunitário.

"A principal razão pela qual eu quis me mudar para cá é porque isso me permite fazer música, que eu realmente não posso fazer se estiver dividindo uma casa com outras pessoas", revela Max.

LEIA ABAIXO: Mistério: exploradores encontram casa em forma de sapato escondida em floresta

Últimas