Hora 7 Peixe atordoado 'se mata' após visitantes usarem flashes para fotografar aquário

Peixe atordoado 'se mata' após visitantes usarem flashes para fotografar aquário

Diversos visitantes começaram a disparar flashes, que normalmente são proibidos nesses locais, colocando em risco os animais marinhos

Resumindo a Notícia
  • Peixe 'se mata' após visitantes usarem flashes fotográficos diante do aquário.

  • O animal estava nadando normalmente quando bateu com força da instalação.

  • A pancada no vidro acabou por matar o atum.

  • Cientistas divergem sobre o que pode ter ocorrido.

Os flashes foram disparados por várias câmeras

Os flashes foram disparados por várias câmeras

Reprodução/YouTube/RKDE Shorts

Um peixe morreu em um aquário no Japão, após diversos visitantes tirarem fotos dos animais com o uso de flash. A utilização da forte luz parerce ter deixado o peixe atordoado, o que fez o animal atingir o vidro de proteção com bastante força.

O vídeo mostra o momento em que inúmeros flashes começaram a ser disparados pelos visitantes do aquário, e aparentemente acabaram por afetar um atum que nadava próximo ao vidro.

Veja abaixo o momento do impacto.

A pancada forte acabou por matar o animal, que aparece sangrando e boiando no vídeo que flagrou o momento. Os tanques de aquário geralmente são feitos de um material acrílico altamente reflexivo, e podem afetar negativamente a visão dos peixes do outro lado do vidro, principalmente com o uso de flash.

Segundo especialistas ouvidos pela mídia japonesa, o que provavelmente ocorreu é que os flashes das câmeras se assemelham à luz reflexiva refletida na água, o que pode confundir os animais que nadam, já que eles "pensam" que a água continua naquela direção. Isso pode ter acarretado a batida do atum no vidro.

Por esse motivo, a maioria dos aquários coloca avisos que proibem a utilização de flash por todo o local, para manter o bem-estar dos animais.

Um caso como este mostra a importância dos visitantes seguirem as regras para garantir que a observação da vida marinha não seja um prejuízo para esses seres.

VEJA TAMBÉM: Criaturas das profundezas: concurso escolhe as melhores fotos da vida marinha

Últimas