Hora 7 Assustador: pesquisadores rastreiam tubarão-branco gigante com mordidas de 'fera ainda maior'

Assustador: pesquisadores rastreiam tubarão-branco gigante com mordidas de 'fera ainda maior'

A descoberta foi feita por cientistas especializados em rastrear grandes predadores da espécie na costa da América do Norte

  • Hora 7 | Do R7

Resumindo a Notícia
  • Cientistas rastrearam um grande tubarão-branco com marcas de mordida no corpo.

  • A suspeita é que o animal tenha sofrido na mandíbula de outro predador da espécie.

  • Mas os pesquisadores não descartam que outra 'fera ainda maior' dos mares tenha feito isso.

  • Maple, o tubarão, foi visto na Flórida recentemente.

Quem mordeu este predador imenso?

Quem mordeu este predador imenso?

Reprodução/Facebook/OCEARCH

Pesquisadores fizeram uma descoberta perturbadora na Flórida, Estados Unidos: rastrearam um tubarão-branco com marcas de mordida de "uma fera ainda maior".

O predador imenso tem cerca de 550 kg, mede 3,5 m, chama-se Maple e é rastreado pela empresa especializada OCEARCH.

A história de Maple é um tanto sofrida: ele tem essas mercas características do lado esquerdo do corpo, que indicam mordidas profundas e relativamente recentes.

A suspeita dos pesquisadores é que elas tenham sido causadas por um tubarão-branco realmente gigantesco (fêmeas da espécie podem chegar a 6 m) e territorial, mas eles não descartam a possibilidade de uma "fera ainda maior" ter causado o estrago.

Os dados da empresa indicam que Maple foi avistado e marcado pela primeira vez em 2021.

VALE SEU CLIQUE: Tubarão morto esquecido em parque abandonado terá novo lar

Rastreamentos do tipo ajudam cientistas a entender a rotina desses predadores imensos, além de auxiliar autoridades a emitir alertas durante temporadas de férias, em que as praias ficam mais cheias de banhistas.

"É muito importante que as pessoas que visitam as águas da Flórida estejam cientes de seus arredores, entendam os riscos relativos e sejam educadas sobre várias questões de tubarões, como comportamento, biologia e pesca", afirmou Brent Winner, cientista da Comissão de Conservação e Vida Selvagem do estado.

LEIA ABAIXO: Natureza selvagem: registro inédito mostra três orcas devorando um tubarão-branco

Últimas