Soldado dá tiro em colega tentando curar soluço dele

De certo modo, o remédio funcionou — afinal, cadáveres não soluçam

  • Hora 7
  • Do R7
Soldado tava com soluço, mas seu colega encontrou a solução
Soldado tava com soluço, mas seu colega encontrou a solução Montagem/R7

Dizem que soluço se cura ou com um copo d'água ou com um susto, né?   

O sargento Patrick Edward Myers foi preso na última quinta-feira (31/01) na base militar em que trabalhava Fort Hood, que fica em Killeen, no Texas (EUA).  

Em setembro do ano passado ele baleou o soldado Isaac Lawrence Jr.  

O incidente aconteceu enquanto os amigos assistiam a um jogo de futebol.  

Isaac estava com soluços e Myers achou uma boa ideia: fingir atirava no amigo para ver se, com o susto, ele parava de soluçar.  

O sargento disse que achou que a arma não estava carregada com munição de verdade, que as balas eram de festim e sua intenção era dar apenas um susto no soldado.  

Acontece que a arma tinha bala e Isaac acabou morto.  

Patrick foi condenado a cumprir três anos e meio de prisão militar.  

O caso foi julgado por um tribunal do exército.